4 de junho de 2014

Mousse de Cenoura com Horseradish


Uma receita simples, com poucos ingredientes, mas com um sabor divinal.
É ideal para acompanhar algo que possa ser um pouco mais difícil de digerir, como fritos, por exemplo.

Quem é este do Horseradish?

Nem sei bem como traduzir em português, mas há quem lhe chame raíz-forte, rábano-picante, rábano-de-cavalo. É uma espécie de rábano comprido, com uma casca tipo gengibre e com um sabor que lembra a mostrada, mas mais picante. Se quiserem ter uma imagem, o sabor mais parecido é o do Wasabi. Picante, está visto!
Costumo encontrá-lo  no Mercado da Ribeira, mas a semana passada vi também na Miosótis.

Esta receita é de um Chef suiço com quem trabalhei há uns anos, Andreas Bossert, Andy para os amigos. A primeira vez que provei fiquei absolutamente viciada. O encontro do sabor doce da cenoura com o sabor pungente da raíz-forte é genial! Claro que no dia seguinte lá estava eu a chatear o Andy para que me desvendasse todos os segredos. E o segredo era só este: o horseradish.

Cozinhávamos para um grupo de quase 100 pessoas e, embora o horseradish seja usado em quantidades modestas pela sua intensidade, quando se multiplica por 100, dá um pedação enorme desta raíz. Ora, o curioso é que ele tem de ser ralado, tarefa que o Andy me aconselhou a fazer num ralador automático. Sem perceber a razão, ignorei o seu conselho e insisti em ralar à mão, num ralador comum. "Quero pôr a minha energia" comentei eu. Ingénua!!! Assim que iniciei o processo, sinto os olhos a chorar e sou invadida por uma onda deste poder todo a entrar na garganta, pulmões, até às entranhas. Pronto, lá percebi a mensagem, mas sem querer dar parte fraca, continuei estoicamente até ao fim. Só vos posso dizer que os meus pulmões ficaram mais limpos do que nunca :)

Aprende-se bastante sobre a energia dos alimentos, e o seu efeito no nosso corpo, quando se cozinha. E agora que tenho a sorte de ter uma pequena horta, estou a aprender ainda mais sobre as qualidades energéticas dos vegetais, ao ver como nascem e crescem. É fascinante!

Mas vamos à receita!



Ingredientes:

  • Cenouras
  • Horseradish ralado
  • Sal
  • Sumo limão 
  • Azeite

Preparação

  1. Corte as cenouras em diagonais finas e leve a cozinhar num tacho com um dedo de água e pitada de sal. Cozinhe cerca de 20 minutos, tapado e em lume baixo, até as cenouras ficarem bem macias.
  2. Triture com a varinha mágica, rectifique o tempero e vá ajustando a quantidade da água de cozedura. Junte umas gotas de sumo de limão e vá deitando um fio de azeite enquanto tritura, para emulsionar e dar cremosidade. Acrescentei também ums gotinhas de vinagre de ameixa. 
  3. Chegou a hora do nosso herói. Descasque e rale um pedaço de horseradih (este que usei não fez muito efeito "limpeza pulmonar"... fraquinho) e triture novamente. Prove e ajuste a quantidade aos poucos até sentir: "É isto! Já percebi o que ela queria dizer"

Quando não encontrava esta raíz em Portugal, cheguei a substituir por wasabi. Funciona? Sim, mas não é a mesma coisa...

Enjoy!!!!


3 comentários:

  1. :) Ainda hoje o Andi faz isso !! Parabéns pelo teu blog! Adorei! beijinhos! Elsa

    ResponderEliminar
  2. Ainda continuas em Kiental , Elsa?! Beijinhos

    ResponderEliminar

Comentário: